O secretário de Educação do Estado, Aléssio Trindade, alvo de busca e apreensão na quinta fase da Operação Calvário, pediu exoneração do cargo. A decisão foi publicada no Diário Oficial desta quinta-feira (10). Para o seu lugar, o governador João Azevêdo (PSB) nomeou o secretário-executivo de Educação, Cláudio Furtado.

Quem também pediu exoneração foi José Arthur Viana Teixeira, ex-secretário-executivo de Educação e atual coordenador de metrologia legal do Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial da Paraíba (Imeq/PB). Arthur também foi alvo de busca e apreensão na quinta fase da Operação Calvário.

Para Secretaria-Executiva do Turismo no lugar de Ivan Burity, que pediu exoneração após ser preso na Operação Calvário, o governador nomeou Gilson Lira, aliado de primeira hora do senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB). Lira já foi secretário de Turismo na Prefeitura de Campina Grande, na gestão do então prefeito Veneziano.

Com Blog de Anderson Soares