A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, negou que vá deixar o cargo: “Informo que não pretendo sair o governo”, diz o texto da nota, sem dar mais informações.

Uma reportagem publicada nessa sexta feira (3) pela revista veja afirma que a ministra teria pedido ao presidente Jair Bolsonaro para deixar o comando da pasta. Os motivos seriam cansaço pela rotina estressante e problemas de saúde, além de ameaças de morte.

Segundo a VEJA, ela abandonou sua residência em Brasília e passou a morar em um hotel, cujo o endereço é mantido em sigilo.

Por orientação do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), a ministra passou a não antecipar a agenda de atividades e a segurança dela foi reforçada.

Por fim, o texto cita que Damares Alves avisou Bolsonaro que deixará o ministério apenas quando concluir os principais programas da pasta. Mesmo com a insistência do presidente da República, a ministra reforçou que permanecerá no cargo até, no máximo, dezembro deste ano.

Com Agência Brasil