A semana começou com uma triste notícia no centro comercial de Campina Grande. Na manhã dessa segunda feira (22) parte do teto de uma das mais famosas empresas de revenda de peças e automóveis da cidade desabou.

A empresa Noujaim Habib, é a antiga revendedora Ford, que por mais de 50 anos comercializou veículos e peças de reposição da marca em Campina Grande, na rua Iremar Vilarim no Centro da cidade.

Foto Flávio Evangelista

Segundo testemunhas, duas raridades que ali estavam guardadas foram atingidas pelos destroços.

Dois veículos, modelo Ford-T, fabricados nos anos de 1917 e 1922 estão entre os escombros.

O repórter cinematográfico Flávio Evangelista, que inclusive já gravou um programa sobre esses carros foi quem registrou as imagens aéreas feitas de drone.

Não há precisão na data da inauguração da loja em Campina Grande, porém, uma foto registra veículos estacionados em frente a loja e já aponta uma placa com o ano de 1941.

OS AUTOMÓVEIS

Lançado em 1909, o Ford T foi o primeiro carro produzido em escala industrial, uma verdadeira revolução na indústria automobilística, e foi a proposta do seu criador, Henry Ford, para motorizar as massas.

O Fordinho popularizou a cultura do automóvel pelo mundo, e entre 1909 e 1926 alcançou a marca de 15 milhões de unidades produzidas. Campina Grande, impulsionada pelo forte comércio do algodão, já nas primeiras décadas do século 20, tinha um revendedor Ford, que por mais de 50 anos comercializou veículos e peças de reposição da marca. Hoje, quase oitenta anos depois, a antiga concessionária, atualmente uma revenda de autopeças, é uma verdadeira viajem no tempo! Mantendo os móveis e prateleiras da época em que foi inaugurada, a empresa preserva também em seu galpão, o que considero a maior relíquia da história automobilística de Campina Grande, quiçá da Paraíba.

Fabricados respectivamente em 1917 e 1922, os dois exemplares mantem todas as características originais de época e nos fazem voltar no tempo! Equipados com o motor de 4 cilindros e 2894 cilindradas e singelos 20 CV de potencia, o fordinho foi, durante muitos anos,, o meio de transporte mais popular de sua geração.

E apesar da baixa potencia, o valente Modelo T alcançava a velocidade máxima de 70 Km/h. Bastante veloz para uma época em que rico andava e burrico e pobre andava a pé. As aparências enganam! Apesar de dispor de três pedais como nos carros atuais, suas funções são bem distintas das que conhecemos! Ford T: O carro que levou o homem a conhecer o horizonte além das montanhas e abriu os caminhos para o progresso, hoje firmando seu espaço na história do automobilismo mundial e da cidade rainha da Borborema!

A REPORTAGEM

Em um programa de automóveis produzido por Abilio José e Diego Rodrigo e
exibido pela TV Borborema em março/2015, o repórter Flavio Evangelista fez uma reportagem curiosa e cheia de saudosismo.
A visita às instalações é uma verdadeira viagem no tempo!
A empresa ainda conserva em seu interior uma mobília de época e, para a alegria dos apaixonados por carros, também conta com a presença de duas das maiores raridades automobilísticas da cidade em seu galpão: dois veículos, modelo Ford-T, fabricados nos anos de 1917 e 1922!

Cliquem abaixo E ASSISTA

Todos os direitos da ARTCOM STUDIO DIGITAL


Da redação com Retalhos Históricos de Campina Grande

Fotos aéreas – Flávio Evangelista

Reportagem – ARTCOM STUDIO DIGITAL